Caixa acoplada x Descarga direta

 

 

 

Nos sanitários coletivos, os vasos sanitários representam mais de dois terços do consumo total de água. Modelos tradicionais de descarga com caixa acoplada são comuns, porém sua utilização é indicada para residências e não são adequados para ambientes coletivos. Especificados frequentemente, por hábito ou porque o investimento inicial é menor, mas isso pode custar caro ao longo prazo.

 

Caixa acoplada

 

Os mecanismos de descarga da caixa acoplada não são ideais para locais com alto fluxo de pessoas. Os componentes de plásticos são frágeis para o uso intenso. A quantidade de acionamento pode comprometer a vedação, resultando em vazamentos. Os mecanismos pode ser de difícil acesso e as peças desgastam-se rapidamente com o uso intensivo, exigindo manutenção frequente. Um mecanismo de caixa acoplada com vazamento pode, muitas vezes, passar despercebido à medida que a água escoa do reservatório para o vaso. Estudos confirmam que uma descarga de caixa acoplada com vazamento, pode desperdiçar até 400 litros de água por dia. Mesmo se o vazamento for detectado rapidamente, a manutenção de vários banheiros é demorada.

 

Uso intenso

 

As válvulas diretas são projetadas especificamente para sanitários coletivos. Os mecanismos de latão maciço e os botões de controle resistentes ao toque resistem ao uso intensivo e até mesmo a ações de vandalismo, confiando na pressão da água do sistema, as válvulas de descarga direta não possuem reservatórios e reduzem o risco de vazamentos. O mecanismo pode ser isolado por meio do registro, permitindo acesso direto ao cartucho, que pode ser substituído sem a necessidade de remoção da válvula de descarga. Embora mais caros do que os sistemas que compreendem componentes de plástico, em locais de alto fluxo, ao longo do tempo eles são mais econômicos, graças aos menores custos de manutenção e maior durabilidade.

 

Mudando os hábitos do usuário

 

O uso em sanitários coletivos é intenso. Um fator limitante para as caixas acopladas é a falta de pressão para garantir uma lavagem eficiente e descarga completa. Isso é mais evidente nos períodos com maior fluxo de pessoas, pois o reservatório da descarga leva tempo para reabastecer. Mudar para o sistema de descarga direta pode ser mais higiênico e economizar água. A descarga usa a pressão dinâmica do sistema e não há tempo para reabastecer, portanto, acionamentos sucessivos são possíveis durante períodos com mais usuários. Isso também evita o problema de usuários darem a descarga com o reservatório da caixa acoplada pela metade.

 

Mais eficiência

 

Desde 2002, o regulamento da água exige que os novos sanitários tenham um volume máximo de descarga de seis litros, sem volume mínimo especificado. Modelos de descarga dupla que fornecem três ou seis litros são cada vez mais populares, no entanto, o fluxo deve ser suficiente para garantir uma descarga adequada e água residual para o selo hídrico. A descarga direta aproveita a pressão do sistema para garantir um fluxo de água efetivo com uma única descarga. O fluxo direto com descarga dupla é predefinido em três ou seis litros.

 

Mais Higiene

 

Uma válvula de descarga direta com sensor ainda tem a vantagem de eliminar qualquer contato físico, proporcionando mais higiene para o usuário e tornando o ambiente mais limpo, sem depender do usuário para dar descarga após a utilização.

 

Resistente ao vandalismo

 

Os sanitários coletivos enfrentam altos níveis de uso indevido e até mesmo de vandalismo. Usuários de mãos pesadas podem facilmente quebrar mecanismos frágeis ou causar vazamentos. Por outro lado, as válvulas de descarga direta possuem recursos resistentes a vandalismo que impedem o abuso intencional. Além dos mecanismos resistentes (projetados para resistir a mais de 500.000 operações), algumas delas também possuem mecanismos anti-bloqueio, onde a água só é liberada quando o botão é liberado. Da mesma forma, as válvulas com sensor podem ser programadas para desligar automaticamente e controlar com precisão tempo e vazão de água. Os controles são projetados para serem embutidos na parede, para que o usuário não tenha acesso aos mecanismos. Os sistemas de descarga direta certamente são uma solução sustentável para instalações nos sanitários coletivos. Projetados para uso intenso em ambientes públicos, elas são adequadas às demandas de uso e são fáceis de manter. Especificar caixas acopladas de estilo doméstico, para tal aplicação e válvulas de descarga direta para sanitários coletivos, é uma atitude sustentável, que proporcionará lucros a médio e longo prazo em termos de consumo de água, melhor higiene e baixa manutenção.

 

 

 

Curta esse post
Please reload

Posts Em Destaque

Sobre sanitários masculinos:

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Sobre

DracoNews foi desenvolvido para ficarmos mais próximos do nosso público alvo, você!

Nosso conteúdo é para quem busca dicas e informações sobre automação de sanitário, decoração, produtos em aço inox, economia de recursos, etc.

Visite nosso Show Room
Rua Heitor dos Prazeres, 231 São Paulo - SP 
 Fone (11) 3740 - 3650 
e-mail: contato@draco.com.br
© 2010 - 2018 DRACO